sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Gatonet e pontos adicionais de tv por assinatura na mira da LEI




Conforme dito no post anterior, o governo quer acabar com a pirataria  e regulamentar o uso de tv por assinatura no país.
O projeto de lei no entanto não criminaliza apenas quem utiliza os receptores piratas, os senadores que o estão propondo foram muito além e querem acabar com qualquer chance de se assistir tv por assinatura pagando menos que os valores decididos pelas operadoras de tv por assinatura.
Desta maneira eles criaram pontos exóticos no projeto de lei, na realidade tentam fechar as brechas de uma maneira bastante popular que as pessoas usam para tentar baratear a tv por assinatura sem entrar na pirataria da tv por assinatura com receptores piratas.
A grosso modo, o que se faz é dividir pontos extras de uma assinatura legal.
Tem operadora que libera até 8 pontos extras para um mesmo assinante, aí o assinante pega estes pontos extras e entrega para amigos que dividem com o assinante oficial o valor pago pela assinatura total.
Pois bem, o projeto de lei vai tornar pirataria da tv por assinatura a divisão de pontos extras entre amigos, e entre outras coisas estipula que o assinante será obrigado a pagar a operadora de acordo com o contrato fechado com ela.
É um ponto tão exótico que pode transformar em crime, também, pagar a assinatura em atraso. É claro que este ponto vai ser revisto para que se ajuste o projeto em questões de legalidade e ele possa ser aprovado na íntegra no Senado.
No entanto o que deve continuar sem mudanças é a questão de criminalizar a divisão de pontos extras da tv por assinatura.
Desta maneira fecham-se todas as brechas e quem quer ter tv por assinatura vai ter que se submeter aos preços reais praticados no mercado da tv paga.
Em tempo, o faturamento e lucro da tv por assinatura no Brasil estão crescendo a passos largos.


Fonte: Gps.zquiza.com
Postar um comentário